Baixar o Leitor Acrobat PDF

Para a leitura dos arquivos, armazenados em formato PDF, é necessário ter instalado o Adobe Acrobat Reader. O link a seguir é diretamente ligado ao site da Adobe.

MUNICÍPIO DE CABROBÓ

PSS- PROCESSO SELEÇÃO SIMPLIFICADO N.º002/2017 – SECRETARIA DE SAÚDE  – DIVERSAS FUNÇÕES – RESULTADO DE JULGAMENTO DOS RECURSOS INTERPOSTOS.

 

OBSERVAÇÃO – A Comissão Organizadora do PSS, encarregada de proceder com os julgamentos dos recursos interpostos, que seguem abaixo, em face do Resultado Preliminar divulgado, informa e esclarece aos interessados e aos candidatos, que muitas das vezes, o julgamento de determinado recurso, pode alterar não só a nota do candidato recorrente, como em algumas ocasiões, pode alterar as notas de outros candidatos que são citados nominalmente no recurso por quem o interpôs.  Deste modo, ocorrendo esta situação, e se porventura algum candidato se deparar com a situação acima narrada, e se houver dúvidas quanto ao julgamento aqui apresentado, ou se sentir prejudicado, poderá este candidato entrar com pedido de esclarecimento por escrito, que terá resposta também por escrito, por parte da Organização do Processo. Se também por ventura, sua reclamação/insatisfação for procedente, os resultados finais poderão ser novamente alterados, pois que a administração pública, pode rever,  anular ou revogar seus próprios atos, quando verificado que possam estar eivados de vícios ou que contenham irregularidades ou falhas corrigíveis, ou mesmo se revestido de falha formal, conforme variada jurisprudência de nossos Tribunais Superiores, em especial do STF – Supremo Tribunal Federal.

Registre-se ainda que algumas notas foram alteradas, mesmo sem que houvesse recurso, pois alguns lançamentos e contagem de pontos podem ter sido revistos, quando de ofício, sem provocação, constatado qualquer erro,  já que o resultado antes divulgado era preliminar, e se procedeu com o lançamento correto, em atenção às normas contidas no respectivo Edital.

FUNÇÃO: EDUCADOR FÍSICO.

CANDIDATO RECORRENTE: MARIA APARECIDA DA C RODRIGUES. – Recurso INDEFERIDO – o Diploma apresentado de Bacharel em Educação Física era condição para participação no Processo de Seleção. Não conta como título. Indeferido o pedido de contagem de títulos de cursos que não possuem carga horária mínima exigida no Edital. 

 

FUNÇÃO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS.

CANDIDATO RECORRENTE – MARIA NEIDE CAVALCANTE TORRES – Recurso INDEFERIDO – o lançamento dos pontos dos candidatos no resultado, já obedece critérios de desempate contidos no Edital. A idade do candidato é um dos critérios utilizados, mas não é o primeiro fator a ser levado em conta.

CANDIDATO RECORRENTE – CRISTIANO TORRES DA SILVA – Recurso INDEFERIDO – O candidato apresentou títulos de outra área, de vigilante, razão pela qual não foram aceitos.

 

 

 

FUNÇÃO: MOTORISTA CATEGORIA AB.

CANDIDATO RECORRENTE: JEAMERSON VIEIRA RODRIGUES – Recurso INDEFERIDO – O candidato apresentou comprovação de experiência em outras funções diversas da que estava concorrendo, como de auxiliar de serviços gerais.

                                                                                                                                            

FUNÇÃO : MOTORISTA CATEGORIA D.

CANDIDATO RECORRENTE: FABIO DAMASCENA SILVA – Recurso DEFERIDO – acatada solicitação de acrescentar mais 5 pontos de curso de capacitação de mais de 40 horas – INDEFERIDO – contagem de tempo de sérvio, pois que somente comprovou 39 meses de experiência, o que equivale a 60 pontos, como lançado no resultado.

 

FUNÇÃO: VIGIA.

CANDIDATO RECORRENTE: DIEGO DE ABREU DAMASIO – Recurso INDEFERIDO - – o lançamento dos pontos dos candidatos no resultado, já obedece critérios de desempate contidos no Edital. A idade do candidato é um dos critérios utilizados, mas não é o primeiro fator a ser levado em conta. O tempo de serviço também na função, é outro critério utilizado.

 

FUNÇÃO: AUXILIAR DE SAUDE BUCAL.

CANDIDATO RECORRENTE – JULIANA DE SOUSA SILVA – Recurso DEFERIDO, para somar 10 pontos de curso na área de informática e não 10 pontos de curso de 40 hrs, que teria contagem de 5 pontos.  RECURSO INDEFERIDO, em relação ao tempo e experiência solicitado para contagem de pontos, pois só comprova 4 meses de experiência e a contagem exige no mínimo 6 meses, como previsto no Edital .

 

FUNÇÃO: ASSISTENTE SOCIAL – TFD –

CANDIDATO RECORRENTE – GLAUBY CAVALCANTI GOMES FILGUEIRA DE ALENCAR – Recurso INDEFERIDO. O candidato solicitou revisão da contagem de todos os seus títulos. Foram recontados e está correto como lançado no resultado. O candidato não especificou no recurso, o que teria sido contado de forma errada.

 

 

FUNÇÃO: ENFERMEIRO HOSPITALAR –

CANDIDATO RECORRENTE – JOSÉ RENATO PAULINO DE SALES – Recurso DEFERIDO – acatada solicitação de pontuação de 10 pontos de pós graduação. Total de pontos 50.

CANDIDATO RECORRENTE – OCINEIDE TORRES SILVA – Recurso INDEFERIDO – o candidato informa que é mais velha de idade do que outro concorrente que teve classificação melhor que a sua. Os critérios de desempate previstos no Edital foram aplicados a todos os candidatos. A experiência (tempo) pe também levado em conta, e foi também aplicado neste item. Por vezes, o candidato teve pontuação máxima permitida, mas possui mais tempo que outro, muito embora, os dois pontuem igualmente no limite máximo. A idade alegada é o último critério da lista.

CANDIDATO RECORRENTE – RAYANA KARLA LIBERAL VERAS SILVINO – Recurso INDEFERIDO – A contagem de pontos para pós graduação é de 10 pontos e foi lançada correta. Foi indeferida contagem para outra pós graduação que o candidato ainda está cursando, pois só pode ser considerados cursos concluídos. DEFERIDO o recurso par contagem de tempo de experiência de 26 meses, equivalente a 4 semestres, equivalente a 20 pontos.

CANDIDATO RECORRENTE – LEONARDO LUIZ BEZERRA LIMA – Recurso INDEFERIDO – a pontuação por certificado de curso de pós graduação é de 10 pontos como lançado no resultado e não de 15 pontos.  Também correta a pontuação de comprovação de experiência. O candidato comprovou 10 semestres de experiência, mas o Edital somente permite pontuar no máximo, neste item, o total de 30 pontos, que lhes foram atribuídos corretamente. Indeferida também a contagem de curso de Pós Graduação ainda não concluída, de Urgência.

 

FUNÇÃO : EMFERMEIRO MENSALISTA

CANDIDATO RECORRENTE – REGINA MACEDO LIMA – Recurso INDEFERIDO – A candidata solicita que seja pontuada com 20 pontos ao invés de 10 pontos, por conta de Pos Graduação, pois alega que outros candidatos tiveram aquela pontuação (20 pontos). A pontuação da candidata está correta. Se outros candidatos pontuaram 20 pontos, deu-se porque apresentaram duas Pós graduações – O candidato que foi pontuado errado, teve sua nota alterada.

CANDIDATO RECORRENTE – PRISCILLA CRISTINA DE SÁ LANDIM GONÇALVES – Recurso INDEFERIDO de pontuação de Monitora como experiência, pois era uma disciplina curricular do curso de Graduação. Foi revisada a contagem de pontos da candidata com supressão de 10 pontos, pois somente apresentou comprovante de um curso concluído já que ainda está cursando o outro.

CANDIDATO RECORRENTE – CICERA VIEIRA DOS ANJOS – Recurso INDEFERIDO – a candidata não comprovou tempo de experiência.

CANDIDATO RECORRENTE – ANCELMO MACIEL DA CRUZ – Recurso INDEFERIDO – a contagem lançada no resultado está correta. Curso de 40 hrs somava 1,5 pontos como registrado e não de 3 pontos como requerido.

CANDIDATO RECORRENTE – HYURI THARLEY ARAUJO CALLOU – Recurso INDEFERIDO quanto a contagem de pontos de experiência na função, pois exercido em Clínica Particular para o que se exige comprovação por meio de CTPS. Sendo assim estavam lançados errados os pontos neste item, razão pela qual foram subtraídos 20 pontos. Recurso DEFERIDO para somar 4  pontos por comprovação de curso de 180 hrs. Recuso INDEFERIDO para pontuação de 3 pontos, pois para cursos de 40 hrs, a pontuação correta é de 1,5 pontos.

 

FUNÇÃO: ENFERMEIRO PLANTONISTA.

CANDIDATO RECORRENTE – EWERTON BRINGEL ARAÚJO – Recurso DEFERIDO para somar 5 pontos a título de experiência comprovada. Recuso INDEFERIDO para dois cursos de 40 e 60 hrs pois lançado corretamente 1,5 ponto por curso, como previsto no Edital.

 

FUNÇÃO: ENFERMEIRO PSF.

CANDIDATO RECORRENTE – MARIA APARECIDA DE SÁ SILVA – Recurso DEFERIDO - a candidata reclama a contagem de seus pontos. Assiste razão à mesma. Recontados os pontos verifica-se que tem direito à contagem de 60 pontos.

CANDIDATO RECORRENTE – VANESSA CONRADO DE ARAÚJO – Recurso DEFERIDO – tempo de 20 meses de experiência que equivale a 15 pontos, com total de pontos de 32.

CANDIDATO RECORRENTE – CLARISSA GOMES ANGELIM – Recurso INDEFERIDO – a declaração de experiência em hospital particular deveria ser comprovado com apresentação de CTPS. INDEFERIDO tempo de 3 meses de experiência em Lagoa Grande, pois só conta a partir de 6 meses. Contados tempo de 6 meses, equivalente a 5 pontos de experiência em Cabrobó.

CANDIDATO RECORRENTE – GISELE SOARES CAVALCANTI GOMES – Recurso INDEFERIDO – os cursos apresentados pela candidata não possuem carga horária mínima prevista no Edital. Um certificado de 240 hrs apresentado não é de curso e sim de coleta de dados de projeto de pesquisa.

 

FUNÇÃO: AUXILIAR ADMINISTRATIVO –

CANDIDATO RECORRENTE – AGDA SILVA LEITE – RECURSO INEFERIDO. A candidata pontuou com apresentação de certificados, a pontuação máxima permitida no Edital. Quanto à experiência, a comprovação foi apresentada por meio não permitido no Edital, já que deveria ser com apresentação de  CTPS.

 

CANDIDATO RECORRENTE – HEID SAMIRA VIDAL CAVALCANTI – Recurso DEFERIDO – para pontuar 10 pontos referente a curso de informática comprovado com documentos apresentados na entrega dos títulos.

CANDIDATO RECORRENTE – ANNY GISELLE FREIRE DA SILVA – Recurso DEFERIDO – para pontuar 10 pontos, no limite máximo permito para comprovação de cursos, embora tenha apresentado 4 cursos.

CANDIDATO RECORRENTE – MAILA TORRES ANGELIM – Recurso INDEFERIDO – candidata não apresentou cursos de capacitação na área pretendida.

CANDIDATO RECORRENTE – REGINEIDE ARAÚJO FLORENTINO DA SILVA – Recurso INDEFERIDO – a candidata requer contagem de 15 pontos de certificados de cursos, mas o Edital somente permite a contagem máxima de 10 pontos.

 

FUNÇÃO: TÉCNICO DE ENFERMAGEM HOSPITAL/MATERNIDADE –

CANDIDATO RECORRENTE – LUCIANA DE SOUZA SANTOS – Recurso INDEFERIDO – A candidata diz que não saiu sua nota no resultado. Mas está lançado sim, com resultado  total de 40 pontos.

CANDIDATO RECORRENTE – LUCICLEIDE GOMES FERREIRA – Recurso DEFERIDO para somar 30 pontos de experiência comprovada.

CANDIDATO RECORRENTE – WILKISLAINE SILOVA CARVALHO DE LIMA – Recurso DEFERIDO – para somar 10 pontos de curso carga horaria maior que 80 hrs.

CANDIDATO RECORRENTE – MARIA DO SOCORRO GOMES SILVA – RECURSO DEFERIDO - candidata solicitou desde a entrega dos títulos correção na vaga que fez sua inscrição. A mesma inscreveu-se para a função no Hospital.  Feita a correção no resultado. A candidata diz ainda que teria solicitado inscrição como deficiente física. Candidata alega ainda que teria feito a inscrição para a função como Deficiente Física. Ocorre que para esta função não havia vaga destinada para deficiente, pois que somente oferecidas 5 vagas. No presente processo somente existiram vagas para deficientes, para oferta de vagas iguais ou superiores a 10. A norma exige que sejam oferecidas 5%(cinco por cento) das vagas ofertadas por função ou cargo.

 

FUNÇÃO: TÉCNICO DE ENFERMAGEM ESF.

CANDIDATO RECORRENTE: MARIA DAS DORES DA SILVA – Recurso DEFERIDO –  por comprovação de curso com mais de 40 horas. a carga horária – RECURSOS INDEFERIDO quanto a experiência, pois algumas funções exercidas anteriormente não guardam relação com a vaga pretendida de Técnico de Enfermagem PSF.

CANDIDATO RECORRENTE – MARIA SÔNIA TORRES CAVALCANTI – Recurso INDEFERIDO – a candidata pede revisão, elo fato de que um candidato que teria a mesma idades dela, estaria em classificação melhor que a sua. A contagem de pontos e os critérios de desempate foram aplicados corretamente. A idade do candidato é tão somente um dos critérios de desempate, e não está como primeiro dos critérios no edital.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sábado 18 Novembro 2017

Portal de Seleções

INSCRIÇÕES ENCERRADAS.

Boas vindas ao Portal de Seleções da Prefeitura Municipal de Cabrobó.
Ao lado, você poderá assinar ao nosso Boletim Informativo, recebendo as informações pertinentes às publicações, novidades e notícias do nosso Portal.

Boletim Informativo